segunda-feira, 9 de agosto de 2010

DICAS PRÁTICAS PARA QUEM VAI SE HOSPEDAR NA DISNEY



Região do Yacht Club Resort
Hospedar-se na Disney é um privilégio, e por si só consiste em uma experiência quase sempre positiva. No entanto, algumas dicas práticas podem fazer sua estadia ainda mais agradável. Isso porque no Walt Disney World (WDW) há algumas regras de funcionamento características de lá, às vezes até meio incompreensíveis para nós, brasileiros.

Escolhendo onde ficar

Uma das decisões mais importantes que você terá que tomar é a localização dentro do WDW onde você vai  ficar. Os hotéis lá dentro variam não só em função do nível de preço (veja mais detalhes no post http://familiarecomenda.blogspot.com/2010/08/viagem-disney-por-onde-comecar.html), como também em função da localização e do tipo de serviço oferecido. De maneira geral, entre todas as opões de hospedagem, em nossa opinião os hotéis localizados na área do Epcot Center - Yacht Club, Beach Club, Boardwalk - são os melhores. São confortáveis, com boa estrutura (piscina, fitness center, café-da-manhã com personagens, baby sitter, entre outros), e oferecem várias opções de restaurantes bem perto (você pode frequentar os restaurantes dos três hotéis mais os do Boardwalk e do Epcot). Além disso, você consegue chegar andando ao Epcot e é muito perto do Hollywood Studios. Outros hotéis bem localizados estão na área do Magic Kingdom (praticamente todos ligados através do monorail), mas alguns desses, como o Contemporary e o Polynesian, são mais antigos, e os quartos refletem a idade do hotel.

Alguns dos melhores hotéis estão em regiões mais distantes do complexo, como é o caso do Wilderness Lodge e principalmente do Animal Kingdom, mas têm decoração de cair o queixo. Portanto, na hora de escolher seu hotel não deixe de verificar não só o preço e amenidades disponíveis, mas também a área onde ele está localizado. Por mais que esteja dentro do complexo, a diferença de localização pode significar até 30 minutos a mais de tempo para chegar aos parques nos transportes da Disney, ou 20 minutos se estiver de carro.

Qualquer que seja o hotel escolhido, depois que receber a cotação da agência entre no site da Disney http://www.waltdisneyworld.com/, para fazer uma cotação independente. Primeiro visite o link Special Offers (no rodapé) para ver se sua estadia não tem direito a alguma promoção especial. Se tiver, faça a cotação por aí mesmo. Se não tiver, volte para o início e faça a cotação do seu hotel para as datas desejadas. Vale a pena reservar pelo site, pois agora é possível pagar a reserva aos poucos (desde que esteja 100% quitada até cerca de 2 meses antes da entrada), o que equivale a um parcelamento de agência. Para isso você deverá saber um pouco de inglês, ou corre o risco de fazer alguma escolha errada.

Chegando ao WDW

Uma das opções que são oferecidas para quem se hospeda na Disney é o transfer do aeroporto. Apesar de gratuito e relativamente eficiente, pode ser uma faca de dois gumes. Para quem chega em vôo doméstico, é uma mão na roda, pois sua mala será etiquetada na cidade de origem com destino ao WDW, os funcionários da Disney pegarão sua bagagem na esteira, despacharão para seu hotel e entregarão dentro do seu quarto. Você não precisa ficar esperando, basta sair do desembarque e realizar o check in no balcão do ônibus da Disney.

No entanto, a maioria dos brasileiros chega via conexões internacionais, daí você mesmo que tem que pegar sua mala na esteira, levar até o balcão da Disney (no subsolo do aeroporto de Orlando, próximo às locadoras de veículos), fazer o check-in e só depois pode ir para o ônibus. No dia que chegamos lá, por exemplo, a fila estava enorme, pois era o fim-de-semana da Maratona Disney. Por sorte tínhamos planejado alugar um carro, então não precisamos enfrentar aquela fila.

Uma vez a bordo do ônibus, o outro problema que costuma acontecer é suas malas demorarem até 3 horas para serem entregues no seu quarto. As malas são transportadas à parte, e deixadas de hotel em hotel, por isso a demora. Para solucionar esse problema, basta colocar uma muda de roupa e objetos que vai usar no primeiro dia na sua bagagem de mão, e levá-la com você no avião (saindo do Brasil) e no ônibus.

Ao chegar ao hotel, você poderá fazer check-in, mas provavelmente terá que esperar até as 15:00h para entrar no seu quarto. Nesse meio tempo, pode utilizar as instalações do hotel ou ir direto para seu primeiro parque. Quando faz o check-in, você recebe as chaves do quarto - cartões magnéticos individuais com o nome de cada um. Cuidado com esses cartões! Eles são também os cartões que você usará para debitar suas refeições (se estiver no plano Disney Dining Plan - veja mais detalhes no post http://familiarecomenda.blogspot.com/2010/08/viagem-disney-por-onde-comecar.html) e para entrar nos parques. Então não se esqueça de carregar sempre TODOS os cartões com você. Também não se esqueça de verificar, na hora do check-in, se nos cartões com os nomes das crianças está escrito "child", pois há uma diferença de preços em tudo (ingressos de parques e refeições) para crianças. Se um adulto sem querer pegar um cartão infantil e tentar entrar no parque, pode não conseguir.

Usando os restaurantes

Uma das grandes vantagens de ficar no complexo é poder contratar o dining plan.

Se você quiser participar de algumas das refeições com personagens mais disputadas - jantar com princesas, jantar com Urso Pooh, Chef Mickey´s, Lillo e Stitch, entre outras - terá necessariamente que fazer as reservas antes de sair do Brasil. O jantar da Cinderela e do Akershus (ambos de princesas) devem ser reservados assim que disponíveis (180 dias antes), pois enchem rapidamente. Tome cuidado pois há uma multa cobrada no cartão de crédito caso você não apareça (somente nos jantares das princesas e alguns shows, como o Hoop Dee Doo). Atenção a um detalhe: na alta temporada (feriados americanos, spring break, natal e férias de julho) alguns restaurantes cobram uma sobretaxa de todos os frequentadores. Gira em torno de US$ 5,00 por adulto e U$ 3,00 por criança.

Alguns outros restaurantes disputados que oferecem personagens (Crystal Palace no Magic Kingdom com o Pooh, Chef Mickey´s no Contemporary com o Mickey, Café da manhã com Stitch no Polynesian, jantar com Mickey no Garden Grill do Epcot) também têm que ser reservados com alguns meses de antecedência. Outras refeições menos disputadas podem ser reservadas quando você chega ao hotel. Agora ficou muito mais fácil fazer reservas para os restaurantes, pois dá para usar o site da Disney. É muito fácil de navegar e você pode até escolher apenas refeições de personagens para visualizar. Preste atenção na quantidade de créditos do dining plan que é debitada para cada refeição. Algumas refeições, como os jantares de princesas, debitam 2 créditos, que na maioria das vezes não vale a pena.

Quanto à comida propriamente dita, em nossa experiência, nos jantares de personagens o café-da-manhã costuma ser muito bom, bem como os buffets. Os serviços a la carte normalmente têm comida ligeiramente inferior - dá para comer, mas tenha em mente que você está lá mais pelos personagens do que pela comida. Se quiser comer bem de verdade, tem alguns restaurantes que são muito bem avaliados nos guias e sites, mas a maioria não tem personagens.

Alguns hotéis da Disney oferecem o serviço de concierge, que faz essas reservas nos restaurantes do complexo. Além disso, quando você chega ao hotel, pode passar no balcão do concierge e pegar sua programação da semana. Lá, aparecem todas as reservas que você fez, com os dias e horários. Se não for comparecer a alguma reserva, avise ao concierge e ele efetuará o cancelamento. Mesmo nos restaurantes que não cobram multa, é de bom tom ligar para cancelar.

Por outro lado, quando você for comparecer às reservas, procure chegar sempre 10 a 15 minutos ANTES do horário marcado. Na Disney, quando você efetua uma reserva, na verdade eles não vão montar sua mesa e deixá-la vazia esperando sua chegada. A reserva nada mais é do que uma prioridade de atendimento. Portanto, quando você chega com a reserva, o que eles vão fazer é colocar seu nome como próximo da fila, "furando" a fila daqueles que estão aguardando sem a reserva. Esse processo leva normalmente 15 minutos até você estar sentado na mesa, mas em alguns restaurantes pode demorar até 30. Se, ao contrário, você chegar atrasado, corre o risco de ter sua reserva cancelada. Em nossa viagem não chegamos atrasados a nenhum jantar, por isso não podemos dizer quanto tempo de tolerância eles dão. Lembre-se que aqui é Estados Unidos - chegar no horário é obrigação.

Se você estiver no Dining Plan, avise ao seu garçom assim que se sentar à mesa. Ele lhe informará quais itens você tem direito - um buffet por pessoa, ou então um menu fixo com 2 ou 3 opções para escolher, e quais bebidas. Depois você entrega o cartão do quarto e o garçom irá debitar as refeições que estão sendo consumidas no momento. O mesmo vale para fast-food. Quando se aproximar do balcão você avisa que está no plano, e o atendente vai explicar o que você tem direito. Todas as vezes que você debitar o cartão (para o débito de refeições um cartão por quarto é suficiente), você receberá um extrato com o saldo dos créditos que você ainda possui.

Hollywood Studios
Uma das reservas de restaurantes mais difíceis de conseguir é nos três restaurantes do Hollywood Studios que dão direito ao acesso a uma área VIP do show Fantasmic! no mesmo parque. O motivo para a Disney disponibilizar essa reserva é que, caso contrário, você terá que chegar ao local com uma hora de antecedência para guardar lugares. Essa foi uma das únicas experiências ruins que tivemos na Disney. Fomos obrigados a aceitar uma reserva para "jantar" às 16:30, para garantir bons lugares no show. No entanto, ao chegarmos ao show, com 15 minutos de antecedência, o lugar estava tão lotado que eles liberaram o acesso
do público à área VIP, e acabamos ficando sem nossos lugares. Assistimos ao show em pé, no fundo do anfiteatro, mal conseguindo enxergar por cima das cabeças dos outros espectadores. Portanto, não vale a pena o sacrifício, pois apesar de bonito, é um show mal organizado e muito lotado.

Outros shows

Parada no
Animal Kingdom
Fora o Fantasmic!, há outros shows nos parques. No Magic Kingdom, as duas paradas (diurna e noturna) são muito legais, bem como o show de fogos - magia pura... O Epcot também tem um show de luzes e fogos que é bem legal, no meio do lago. A parada do Animal Kingdom é mais "artesanal" e diferente, e é feita somente de dia para não estressar os animais. Para todas essas apresentações, procure chegar com cerca de 30 minutos de antecedência para conseguir pegar um lugar próximo da corda. O guia Unofficial Guide Walt Disney World dá boas dicas sobre a melhor localização para ver cada show.

Todas as paradas são muito legais para todas as idades, mas os shows de fogos podem dar um pouco de medo nos menores. Sendo Disney, até as crianças que começam com um pouco de medo podem acabar gostando dos fogos. Cabe a cada pai avaliar a tolerância de seus filhos, mas de maneira geral quase todas as crianças gostam. Uma medida extrema mas eficaz é comprar uns plugs de ouvido, ou então aqueles cobre-orelhas parecidos com fones de ouvido gigantes, e colocar nas crianças. Assim elas poderão curtir o visual sem se assustar com o barulho!

Uma estratégia de saída dos shows de fogos é muito importante para famílias com crianças. Regra geral, ficar pelo parque por mais uns 30 minutos após o término da apresentação é uma boa ideia, apesar que todas as atrações estarão fechadas. A outra opção é se posicionar próximo à saída do parque, e começar a se dirigir ao portão ANTES do show acabar. Caso não adote uma dessas duas medidas, você se verá em meio a um mar de gente, todos querendo sair ao mesmo tempo, e arriscando até mesmo perder uma criança no meio da multidão!

Esse problema é particularmente crítico no Magic Kingdom, pois nesse parque todos os visitantes têm que pegar algum meio de transporte, uma vez que não dá para sair de lá andando (nem para chegar ao estacionamento). Portanto, as multidões do horário da saída demoram muito mais para se dissipar do que nos outros parques.

Visitando os parques

Um dos benefícios aos hóspedes alardeados pela Disney é a entrada nos parques uma hora antes das outras pessoas. Isso é uma vantagem relativa, pois apenas algumas áreas restritas abrem mais cedo, e como os parques têm esse esquema rotativamente (cada dia um parque diferente abre mais cedo), a tendência é que aquele parque fique mais cheio que os outros naquele dia. Assim, praticamente anula a vantagem. O fechamento mais tarde, no entanto, costuma ser vantajoso, mas não é tão comum. Portanto, antes de aproveitar essas vantagens, pese bem as opções do dia. Se você achar que um parque sem a entrada antecipada vai estar mais vazio, opte por ele.

A melhor ferramenta para economizar tempo nos parques é o Fastpass. Está disponível para qualquer um, e consiste na entrada com hora marcada em determinadas atrações (só as mais concorridas têm Fastpass). Para pegar o Fastpass, você precisará ter em mãos TODOS os ingressos em mãos, pois para cada ingresso a máquina libera apenas um fastpass. Você passa na máquina e pega os passes onde está marcado um intervalo de uma hora no qual você tem acesso à atração sem ter que pegar fila. Normalmente se você atrasar um pouco para chegar, sua entrada não será barrada. A única desvantagem é que, uma vez pego um Fastpass, você tem que esperar até um determinado horário (que também vem marcado no passe) para pegar o próximo. Outra coisa que costuma acontecer é os Fastpasses esgotarem antes do fim do dia, portanto procure pegar todos no período da manhã.

Assim, a melhor estratégia é chegar de manhã e, enquanto mamãe vai com as crianças em algum brinquedo que esteja vazio, papai dá uma corridinha até a atração mais concorrida (com todos os ingressos da família, não se esqueça) e pega o Fastpass para todo mundo. Depois brincam um pouco mais e dirigem-se à atração do Fastpass no horário previsto. Logo em seguida pegam outro passe de outra atração e repetem todo o processo.

O lado escuro da Disney
Uma parte muito legal de visitar os parques é fazer compras nas lojas temáticas. Alguns artigos só estão disponíveis em determinadas lojas - por exemplo, o robô do R2D2 só tem na loja do Star Tours, decorações de Natal o ano todo somente no Magic Kingdom, e assim por diante. No entanto, tudo que você compra deixa a carteira mais leve, e a mochila mais pesada para carregar o dia inteiro. Por isso, a entrega das compras no hotel para quem fica no WDW é uma mão na roda. Quando efetuar compra nas lojas, você solicita através de um formulário a entrega no seu hotel. As compras serão levadas não para o seu quarto, mas sim para a lojinha da Disney que fica no hotel (todos os hotéis têm lojas), e você retira a mercadoria lá. O prazo para essa entrega é no dia seguinte, portanto você não conseguirá usar esse benefício no penúltimo e no último dia de sua viagem.

Essas são as principais peculiaridades que você vai encontrar se ficar hospedado na Disney. Se quiser muito mais detalhes, recomendamos a leitura do Unofficial Guide (já citado aqui), bem como visitar os sites da Disney http://www.waltdisneyworld.com/, o http://www.mousesavers.com/ e o http://www.allears.net/.

Ficou com alguma dúvida?
Tem alguma dica sua para compartilhar?
Poste um comentário!

9 comentários:

  1. Posso ir mais de uma vez num restaurante da Disney (como o 1900 Park Fare) usando o Disney Dining Plan (comprado para 7 dias)? Ou só posso ir uma vez? Vale a pena ir nesse restaurante? Quais restaurantes vocês recomendam? Posso estar hospedado em um hotel (como o Grand Floridian), mas almoçar em outro hotel (como o Yacth Club)? Se eu comprar um Disney Dining Plan, e eu for fazer uma refeição em um restaurante como o Grand Floridian Café, posso usar um Quick-service meal?

    ResponderExcluir
  2. Agora a Disney oferece 4 ou 5 niveis diferentes de Dining Plan, mas se você comprar o mais comum deles, você terá direito a: 1 refeição em restaurante (table service), 1 refeição em fast-food (counter service) e 1 lanche (fruta, bebida, muffin, etc), por dia de estadia. Por exemplo, se você vai ficar 7 noites, terá que contratar o plano para 7 dias, ficando com 7 créditos de cada uma das refeições acima. Há o dining plan só para fast-food (não recomendado; os fast foods na média são fracos), e alguns planos mais caros, que incluem restaurantess mais sofisticados ou que incluem vinho nas refeições (indicado somente se for sem crianças).
    Quanto ao uso dos créditos, você pode comer em qualquer restaurante, dos parques ou dos hotéis, quantas vezes quiser, desde que o dining plan que você contratou seja aceito neles. Para cada vez, serão debitados 1 ou 2 créditos do seu plano, dependendo do restaurante. Veja o link para as listas de restaurantes dos diferentes planos em: http://disneyworld.disney.go.com/resorts/benefits/disney-dining-plan/
    Quanto a indicações de restaurantes, não estivemos no 1900 Park Fare, portanto não podemos falar sobre ele. Dos restaurantes que comemos e gostamos, podemos indicar: Chef Mickey´s no Contemporary Resort(buffet, personagens); Crystal Palace no Magic Kingdom(buffet, personagens); Yak & Yeti no Animal Kingdom (a la carte, oriental); café da manhã no Ohana, Polynesian (comida trazida à mesa, personagens); café da manhã do Cape May no Beach Club (buffet, personagens).
    Se quiser mais dicas específicas, mande-nos um email: familiarecomenda@gmail.com, e responderemos com todo prazer!

    ResponderExcluir
  3. Prezados, boa tarde.

    Estamos indo em abril pela primeira vez à Disney. Esperamos até minha filha ter idade e altura pra aproveitar melhor. Optamos por ficarmos 8 dias em um hotel na Intl Drive e depois mais 8 em um dos All Star Movie. Tenho muitas dúvidas em relação a diversas coisas. Obviamente alugarei um carro para o primeiro período. Mas provavelmente vou ficar sem veículo na segunda parte da viagem, quando optamos por aproveitar os parques Disney. É possível que embarquemos no ônibus no aeroporto mesmo já estando em Orlando há algum tempo? Pergunto isso porque pretendo entregar o carro e do aeroporto ir para o hotel.
    Comemoraremos o aniversário da minha filha lá. Nossa idéia é realizar um desses janteres com princesas ou Tinker Bell. Há outras opções? Alguma coisa tipo festinha de aniversário? O agendamento é muito difícil (no sentido de conseguir vaga)?
    Em relação aos tickets. Há diferença de valores se comprarmos lá? Minha idéia é pegar um pacote para 6 ou 7 dias com direito aos parques aquáticos. Aí está a maior questão. Quero pegar também, para a primeira parte da viagem, o Flexticket Plus, que dá direito a diversos outros parques, incluindo os aquáticos. Os parques aquáticos da Disney são tão diferentes que compensam o investimento? O flexticket dá direito a 14 dias de entrada em todos os parques dele, o que compensaria a falta dos parques aquáticos Disney.
    Em relação ao aluguel de veículos, é mais vantagem alugar daqui do Brasil ou se consegue melhor relação custo/benefício alugando diretamente no aeroporto? Além de mim, minha esposa e minha filha, irão conosco minha irmã e o filho dela. Qual carro (médio, 5 lugares com ar) você sugere e qual o valor médio para eu me basear melhor. Tenho pesquisado, mas nada como ouvir a voz da experiência.
    Abs,
    Paulo.

    ResponderExcluir
  4. Nao entendi uma coisa, no disney dinnig plan, consigo utilizar os creditos para cafe da manha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Juliana, leia a postagem "Usando o Dining Plan até o osso" para saber como tirar bom proveito do plano.

      Excluir
  5. Consigo usar o dinning plan no cafe da manha também? Vcs conseguiram fazer todas as refeições usando apenas o plano ou tiveram que pagar por mais refeições?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você pode usar os créditos do dining plan para qualquer refeição do dia. Se tomar café-da-manhã num buffet, vai usar um crédito de full service. Se comer um muffin, vai usar um crédito de snack.

      O dining plan desconta os créditos de acordo com o tipo de serviço, não com a refeição.

      É preciso pagar por mais refeições porque o plano só inclui duas refeições e 1 snack por dia.

      Excluir
    2. Gostei muito das suas dicas vai ajudar bastante.
      Estou planejando uma viajem para Disney com a minha família. Somos dois adultos e duas crianças de 9 e 10 anos.
      Verificando os pacotes achei o preço um pouco salgado. Mas como a minha esposa se sente mais segura com um guia não tenho alternativa.
      Mas a minha duvida é a seguinte:
      Contrato um pacote de excursão ou compro tudo por minha conta e contrato um guia particular em Orlando?
      Este tipo de serviço de guia em Orlando é bom e confiável?
      Você tem alguma indicação?

      Excluir
    3. Nunca usamos um guia em Orlando. Contratando um pacote de alguma operadora grande e confiável você estará mais seguro do que um guia individual, que poderá ter algum imprevisto e deixar de atendê-lo.

      Excluir

Mande seus comentários, perguntas ou mais dicas sobre este destino.